Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/01/18 às 9h45 - Atualizado em 10/01/18 às 9h47

Brasil quer ser protagonista de uma nova maneira de se relacionar com a água

COMPARTILHAR

Cientistas, especialistas e líderes espirituais se reúnem em Brasília, em janeiro de 2018, para tratar do tema água sob visão ampliada e transdiciplinar

 

Desmatamento, redução dos níveis de chuva, desperdício de água, aumento exagerado do consumo hídrico. Diante da mais grave crise ambiental enfrentada pelo Brasil, o país tem a chance de ser o protagonista na criação de uma aliança global pela conservação e uso consciente da água no planeta. Esse é o objetivo do Águas pela Paz – II Seminário Nacional Água e Transdisciplinaridade, que será realizado em Brasília, no Museu Nacional da República, nos dias 11 e 12 de janeiro de 2018.

 

O seminário promove a discussão a respeito da sustentabilidade dos recursos hídricos do planeta, com participação de cientistas nacionais e internacionais, líderes espirituais, políticos, iniciativa privada, acadêmicos, artistas e sociedade civil.

 

O Águas pela Paz é um dos eventos preparatórios para o 8º Fórum Mundial da Água, que será realizado, pela primeira vez, no Hemisfério Sul, em março de 2018, também na Capital Federal. As inscrições são gratuitas e estão abertas no site do evento (aguaspelapaz.eco.br > Inscrições > Público).

 

As mesas de discussão reunirão palestrantes de áreas diversas para abordar o tema sob os aspectos científico, filosófico, artístico, simbólico e espiritual. A transdisciplinaridade no âmbito dos recursos hídricos também será explorada por meio de oficinas, práticas corporais e musicais. Além disso, os debates serão abertos para a participação do público.

 

O corpo técnico do evento contará com os cientistas Beverly Rubik, Ph.D. em Biofísica pela Universidade da Califórnia, e Harry Jabs, cientista e engenheiro do Institute for Frontier Science de Oakland, na Califórnia. No grupo de especialistas e ativistas estão Vera Catalão, professora e pesquisadora da Universidade de Brasília na área de Educação Ambiental e Ecologia Humana; André Lima, ambientalista, ativista e membro da Comissão de Sustentabilidade da OAB-DF; Moema Libera Viezzer, socióloga e consultora especializada em relações de gênero e meio ambiente; e Álvaro Tukano diretor do Memorial dos Povos Indígenas.

 

Para tratar da pauta espiritual, o evento contará com as presenças do mestre espiritual, líder humanitário e um dos idealizadores do seminário, Sri Prem Baba, que ministrará a palestra magna; Monge Sato, residente do Templo Shin Budista; Babalorisa Ogun Tòórikpe, fundador da comunidade religiosa Ilé Asé Opo Osogunlade; e Dom Leonardo Ulrich Steiner, bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil.

 

A iniciativa é uma realização do Movimento Awaken LOVE – criado por Sri Prem Baba – em conjunto com o Centro Internacional de Água e Transdiciplinaridade (CIRAT). É uma parceria com a UNESCO no Brasil e conta ainda com a participação do Instituto Espinhaço, da Universidade da Paz (UniPaz), da Universidade de Brasília (UnB) e da Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal (SEMA/DF).

 

O Seminário tem o patrocínio da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), da Agência Nacional de Águas (ANA), da Fibra e de Furnas. Entre os apoiadores estão Ministério do Meio Ambiente, ONU Meio Ambiente, Frente Parlamentar Ambientalista da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Distrito Federal, Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Programa Brasília Cidadã, Projeto Embaixada da Paz, Museu Nacional da República, Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal, Secretaria Adjunta de Relações Institucionais e Sociais, Secretaria da Casa Civil, Relações Institucionais e Sociais, ambas do GDF – e TV Brasil.

 

Ao final do evento, o documento “Carta Águas pela Paz” será apresentado como contribuição ao 8º Fórum Mundial da Água e ao Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA 2018).

 

Fórum Mundial da Água – Em março de 2018, o Hemisfério Sul receberá, pela primeira vez, o encontro mundial, na Capital Federal, Brasília-DF, com expectativa de reunir cerca de 40 mil representantes de 170 países. O evento ocorre a cada três anos e já passou por Daegu, na Coreia do Sul (2015); Marselha, na França (2012); Istambul, na Turquia (2009); Cidade do México, no México (2006); Kyoto, no Japão (2003); Haia, na Holanda (2000); e Marrakesh, no Marrocos (1997).

 

SERVIÇO

Águas pela Paz – II Seminário Internacional Água e Transdiciplinaridade

Data: 11 e 12 de janeiro de 2018

Local: Museu Nacional da República (Setor Cultural Sul – Lote 2, Brasília-DF)

Inscrições: aguaspelapaz.eco.br

Informações: info@aguaspelapaz.eco.br

Entrada Franca

 

Fonte: Agência Brasília