Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/12/12 às 12h28 - Atualizado em 3/01/19 às 10h52

GDF e Unesco lançam exposição Patrimônio Mundial no Brasil

Mostra reúne 59 painéis, com fotografias e textos, sobre os 19 sítios culturais e naturais brasileiros inscritos na Lista do Patrimônio Mundial da Unesco

Com o objetivo de divulgar os bens culturais, ambientais e históricos brasileiros, o Governo do Distrito Federal e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil lançam nesta segunda-feira (17), na Estação Central do Metrô de Brasília, a exposição Patrimônio Mundial no Brasil. A exposição reúne 59 painéis, com fotografias e textos, sobre os 19 sítios culturais e naturais brasileiros inscritos na Lista do Patrimônio Mundial da Unesco.
A exposição marca as celebrações, em 2012, dos 25 anos da inscrição de Brasília na Lista do Patrimônio Mundial da Unesco e dos 40 anos da Convenção para a Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural. A mostra itinerante, que, em 2013, percorrerá outras estações do metrô, retrata 12 sítios do Patrimônio Cultural, entre eles Brasília, e sete sítios do Patrimônio Natural da Humanidade, que integram o rol de mais de 900 bens da Lista do Patrimônio Mundial, considerados excepcionais no mundo.
“Nosso principal objetivo é sensibilizar a população sobre a importância de Brasília possuir esse título, que permitirá que ela continue sendo esta cidade única no mundo. Gerações futuras poderão conhecer este sítio feito por brasileiros e para os brasileiros que se tornou um grande marco da modernidade. É um motivo de orgulho fazer parte deste seleto grupo de cidades-patrimônio”, afirma Luis Otávio Neves, secretário de Turismo do DF.
O representante da Unesco no Brasil, Lucien Muñoz, destaca a importância de aproveitar este momento de celebrações para refletir sobre o significado do título de Patrimônio Cultural da Humanidade para Brasília: “O cuidado com a preservação da primeira cidade moderna inscrita na Lista do Patrimônio Mundial deve ser uma ação cotidiana e uma responsabilidade não só do governo, mas de toda a sociedade.”
Inscrição de Brasília na Lista do Patrimônio Mundial – Brasília foi inscrita na Lista do Patrimônio Mundial em 11 de dezembro de 1987. É um dos poucos bens do século XX e, mais excepcionalmente, a única cidade planejada do movimento moderno que figura na Lista do Patrimônio Mundial da Unesco. Brasília concretizou o pensamento urbanístico internacional dos anos 50 e traduziu os princípios da Carta de Atenas de 1933, lançada por famosos arquitetos modernistas. A experiência brasileira destaca-se pela grandiosidade da ação, que não só finalizou um processo histórico como também esteve integrada a uma estratégia de desenvolvimento e autoafirmação nacional.
O Patrimônio Cultural de Brasília é composto por monumentos, edifícios ou sítios que têm valor histórico, estético, arqueológico, científico, etnológico ou antropológico, e a compreensão da sua preservação reafirma a necessidade de se executar políticas públicas capazes de assegurar a proteção desse patrimônio.
O conceito de Patrimônio Cultural da Humanidade traduz o entendimento de que sua aplicação é universal. Os sítios do Patrimônio Mundial pertencem a todos os povos do mundo, independentemente do território em que estejam localizados.
Adesão do Brasil – O Brasil aderiu à Convenção do Patrimônio Mundial em 1977. Inicialmente concentrada nos bens de interesse histórico, a lista brasileira foi sendo diversificada e hoje reflete o esforço do país para construir uma representação equilibrada e abrangente da sua notável diversidade cultural e natural. Entre a gama de bens brasileiros considerados Patrimônio Mundial estão a Amazônia e o Pantanal, o rico acervo de arte barroca e urbanismo do período colonial; Brasília, a capital, com sua arquitetura modernista; um sítio pré-histórico, como a Serra da Capivara, a singela cidade de Goiás, com suas técnicas e tradições de escrita, a paisagem cultural da cidade do Rio de Janeiro, entre outros.

Fonte: Agência Brasília.