Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/04/18 às 11h45 - Atualizado em 31/10/18 às 15h49

Pesquisa da UnB sobre espaços públicos no Setor Bancário Sul auxiliará na elaboração de projetos pela Segeth

A situação dos espaços públicos no Setor Bancário Sul (SBS), bem como as condições de acesso, deslocamento e permanência para pedestres esteve em debate nessa segunda-feira, dia 02, na Secretaria de Gestão do Território e Habitação. A professora da Universidade Federal de Brasília (UnB), Gabriela Tenorio, apresentou ao secretário Thiago de Andrade e aos servidores que trabalham diretamente na elaboração de projetos da secretaria. Eles assistiram ao resultado de um levantamento feito por Grabriela sobre a situação do setor nos trechos 1 e 2, pontos de alta circulação de pessoas Brasília.

 

O levantamento e diagnóstico preliminar, feito por 50 pessoas, entre estudantes, arquitetos voluntários. A escolha do SBS se deu pela diversidade de características, como passagem, destino, centralidade, além da concentração de múltiplas atividades e a existência de pontos de comércio como quiosques e espaços de estar. Outro fator relevante para a escolha do local foi a circulação significativa de transporte público e a presença estacionamentos públicos e rotativos.

 

Para o secretário Thiago, a constituição de uma metodologia de observação que seja tão pragmática e efetiva é fundamental para a Segeth, que pode instituir o mesmo método na construção de projetos.  Ele ressalta ainda que Brasília é uma das cidades do país que mais proporciona solução de planejamento urbano, por ter uma estrutura governamental instalada. “Temos uma base territorial que permite avanços enormes e temos uma infraestrutura que reorganizada com vontade e com parceria, e principalmente com as críticas da universidade e sua produção de conhecimento, poderemos ter uma cidade generosa e responsável socialmente“, destaca.

 

37 mil pedestres por dia

 

Conforme a pesquisa, passam pelo Setor Bancário Sul, por dia, mais de 37 mil pedestres. Para produzir o estudo, foram utilizados pela equipe indicadores como acessibilidade, continuidade, convite e segurança. Foram analisadas as passagens, entradas, trajetos, atividades estacionárias, situação dos automóveis, fachadas e atividades realizadas no SBS.

 

Entre os locais avaliados, há maior circulação de pedestres no comércio da 202 Sul, com 4.710 pessoas circulando por dia no local, seguido do Setor de Autarquias (3.744) e a Galeria dos Estados (3.684).