Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/10/13 às 14h35 - Atualizado em 3/01/19 às 14h38

Viola Caipira: Magela promete encontrar uma solução para a sede do Clube do Violeiro

O secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, Geraldo Magela, se reuniu nesta quarta-feira (30) com membros do Clube do Violeiro do Distrito Federal, entidade que está fazendo 20 anos. Os músicos entregaram ao secretário um documento chamado Carta de Brazlândia, contendo reivindicações direcionadas a várias áreas de governo. No que diz respeito à Secretaria de Habitação, os violeiros querem uma área para construir a sede do Clube. A intenção deles é que a sede funcione também como centro cultural, oferecendo diversas atividades à população, entre elas aulas de viola caipira.

Geraldo Magela vê com bons olhos destinar ao Clube do Violeiro um terreno em algum empreendimento que está sendo erguido pelo Programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem ou em alguma área de legalização fundiária beneficiada pelo Programa Regularizou, é Seu! Magela lembrou que todos esses lugares vão dispor de espaços reservados à cultura. O secretário enxerga nisso a chance do Clube do Violeiro ter sua sede. Ele teve a ideia de construir um museu, pois aí o Estado estaria amparado pela lei para destinar verbas ao local, que, além de museu, abrigaria também a sede do Clube, com espaço para atividades como cursos e shows. “Isso tem que ser feito por meio de licitação, e a forma de ocupação seria por concessão de uso por 30 anos, com possibilidade de renovação por mais 30 anos”, explicou Magela.

Os violeiros gostaram da ideia de um museu e informaram que, inclusive, já há um acervo inicial de cerca de três mil discos de vinil da autêntica música caipira. Outra alternativa apresentada pelo grupo foi a ocupação da antiga sede do Clube do Choro, no Eixo Monumental, ao lado da atual sede. Mas isso,  lembrou Magela, depende de entendimentos com a Secretaria de Cultura. O Secretário prometeu encontrar uma solução e apresentá-la aos violeiros.